San Carlos de Bariloche, foi o lugar da nossa lua-de-mel e superou todas as minhas expectativas. Mais conhecida apenas por Bariloche, é uma pequena cidade localizada na Patagônia Argentina, muito frequentada por brasileiros que buscam diversão na neve. Fomos no final do inverno e estava frio, mas não com as baixas temperaturas do inverno e por isso, já podíamos ver o início da primavera e a beleza de cores marcantes nas flores. A neve estava mais no topo das montanhas. (coisa mais linda!)

A princípio pensávamos em ir para Punta Cana, pois após muitas pesquisas, mozi concluiu que o sistema all inclusive dos resorts deixaria a viagem mais em conta e traria mais segurança financeira, já que não precisaríamos nos preocupar com os gastos locais.

Acontece que eu estava muito insegura, pois estava fazendo tratamento bem tenso de pele para o casamento, e minha dermatologista tinha me recomendado não tomar sol. Até que lembrei: “Mozi, como vamos para o Caribe sem poder pegar um bronze” ( paguei de doida e descartei kkk).

Mas querem saber, não podia ter sido melhor, porque amei num alto grau, a cidade delícia de Bariloche. A ideia de irmos para lá nem lembro como surgiu, confesso. Nossa vida pré-casamento estava tão doida, que fechamos o pacote de lua de mel faltando apenas duas semanas para a cerimônia, acreditem se quiserem. Na verdade podem perguntar para a nossa agência de viagens que por sinal nos salvou “L7 viagens” ( hahahahahaha). Porque o atendimento impecável, e sonharam com a gente para fazerem parte da nossa viagem inesquecível. Isso fez toda a diferença! Sou eternamente grata, por tanto mimo e carinho.

Nós ganhamos um roteiro todo personalizado pela agência, com toda nossa trajetória da viagem detalhada no roteiro e além disso, tinham dicas de restaurantes bons para conhecermos e coisas diferentes para se fazer na cidade. Isso facilitou nossa vida demais!

Casamos num sábado, dia 24/09/2016, e resolvemos que não viajaríamos logo após o casamento. Queríamos dar uma respirada e aproveitar o ritmo para fazer as fotos do pós-wedding. Viajamos então na Quarta-feira, dia 28/09/2016. ( Essa é uma dica que dou para todas as noivas! )

A viagem até Bariloche, não é das mais fáceis. Na época que fomos, não havia voo direto saindo do Brasil. A gente precisava, necessariamente, fazer uma escala em Buenos Aires. Como moramos no Espírito Santo, era necessária mais uma escala, assim fizemos Vitória x São Paulo x Buenos Aires x Bariloche.

Foi uma viagem longa, saímos de Vitória 21:55 hrs, ficamos em São Paulo até às 02:00 hrs e embarcamos para a Buenos Aires. Chegando lá, esperamos até às 08:30 hrs e, finalmente, embarcamos para Bariloche.

O trecho São Paulo x Bariloche foi operado pela Aerolíneas Argentinas. Estávamos muito assustados pelo que vimos na internet a respeito desta companhia. As informações eram assustadoras, chamavam até de “Aerolíneas Assassinas”. Sinceramente, não sei se demos sorte, mas foi tudo muito tranquilo. Os aviões eram novos, os atendimentos nos balcões eram satisfatórios e o serviço de bordo não deixa a desejar. Ocorreu um pequeno atraso no trecho Buenos Aires x Bariloche, mas nada que nos fizesse perder a paz.

Chegando em Bariloche, entramos na van do transfer e fomos direto ao hotel. No caminho já deu para sentir o clima da cidade e ver as montanhas que a cercam cobertas de neve.

A chegada no hotel dá aquela sensação de Ufa! Chegamos! (pelo menos eu tenho essa sensação). Nos hospedamos no Design Suites Bariloche. Hotel sensacional! Quarto espaçoso e confortável e a vista do nosso quarto é de tirar o fôlego, à beira do lago Nahuel Huapi e ao fundo a Cordilheira dos Andes.

Obs1: Fiz alguns vídeos despretensiosos e total caseiros rsrsrs, mas lembrei deles e coloquei alguns deles para vocês !!!

Obs2: As fotos são super caseiras também e não ajustei em photoshop para o post aqui, elas estão do mesmo jeitinho (hahaha)

A vista do quarto :

 

Não reparem o : “AMOR sobe essa calça! ” (kkkkkk) neste primeiro vídeo:

Água quentinha maravilhooosa do hotel \o/ :

 A subida para nosso quarto:

O restaurante do Design, para nós dois foi o melhor de toda a cidade. Além de aconchegante, a comida era maravilhosa e a vista incrível!! :

No primeiro dia, fomos até o centro da cidade apenas para trocar real por pesos. Como estávamos muito cansados da viagem e tínhamos um passeio logo pela manhã do dia seguinte, resolvemos jantar no próprio hotel. Posso dizer que não nos arrependemos, a comida era deliciosa e a sobremesa então… huumm.

No primeiro dia completo que tivemos em Bariloche, fizemos pela manhã o passeio conhecido como Circuito Chico. Mas antes uma pausa para essa delícia que era servido no café da manhã do hotel, fiquei tão apaixonada que trouxe para casa kkkkkk

Mas….voltando ao passeio do Circuito Chico (rsrs). É o passeio básico, aquele quase que obrigatório e que todo mundo faz. O passeio normalmente é feito com uma van, nos levando a conhecer os principais pontos turístico da cidade. No caminho paramos no Cerro Campanario e pelo famoso hotel Llao Llao. A paisagem, sempre vislumbrante.

Esse passeio começa às 9hrs e costuma tomar toda a manhã. Essas fotos são nas paradas que fazemos:

Cerro Campanario e sua vista perfeita! A foto não retrata a real beleza da paisagem, estava com bastante neblina:

Lá em cima tem uma cafeteria com uma lojinha e a vista panorâmica!!!

Quando estávamos descendo o céu já estava mais limpo, deu para desfrutar mais a incrível paisagem:

Depois fomos até o famoso hotel Llao Llao:

No segundo dia fizemos a visita ao Cerro Catedral. Lugar maravilhoso. Para a visita ficar completa, é bom subir até o topo da montanha pelo teleférico. Lá em cima há uma estrutura muito boa, e tomar um chocolate quente no friozinho é muito gostoso. Quem tiver interesse e esquiar, na base da montanha há diversas lojas que alugam material para esqui, além de roupas e sapatos específicos. Foi nesse passeio que tive meu primeiro contato com neve, imagina a cara de felicidade (kkkkk).

Uma OBS: levei duas tocas e subi com uma preta e resolvi trocar para vermelha e filipe outro casaco (isso rendeu muitos risos com o pessoal que estava no mesmo transfer que a gente rsrs! Ah quisemos mudar o look na neve, o vermelho destaca kkkkkk)

Esse é o restaurante que tem no topo do Cerro Catedral (lindo e tem um chocolate quente maravilhoso):

No terceiro dia fizemos o passeio para Puerto Blest y Cascada de Los Cantaros. Gente, que passeio maravilhoso. Ele dura o dia inteiro e é feito, na maior parte do tempo, de barco. A paisagem é sensacional! O lago cercado pelas montanhas refletindo o brilho do sol é realmente sem explicação. A sensação também de proximidade com a natureza é sempre uma paz inexplicável, parece que ali estamos mais perto de Deus.

Aqui é Puerto Blast: Esse lugar era algo de suspirar de tão lindo!! Me fez pensar no seguinte versículo: “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos. Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite. Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz. Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo. Nos céus ele armou uma tenda para o sol.” Salmos 19:1-4:

A cascata Los Cântaros visitada também é muito bonita, mas prepare o folêgo, pois é preciso subir cerca de 600 degraus de escada. Parece assustador, mas até a escadaria é marcada por uma paisagem bonita, o que deixa o passeio muito interessante e nos distraímos subindo.

Nesta plaquinha estava na metade da subida senão me engano:

No topo nos deparamos com esse lago, onde nasce a Cascada de Los Cântaros que valeu muito a pena conhecer, paisagem encantadora demais, bem pertinho do Chile:

Na descida foi bemmm mais fácil né minha gente, até me achei forte para levantar um tronco caído =p :

Bariloche é uma cidade muito acolhedora. Quase toda ela entende perfeitamente o português.  Apesar de pequeno, andar pelo seu centrinho é muito agradável.

Museu da Patagônia Argentina: Dr. Francisco P. Moreno

Um vídeo da cidade:

Há diversas chocolaterias que deixam qualquer um com água na boca. A mais frequentada por mim foi a Rapa Nui, um espaço que vende chocolates maravilhosos, além de cafés e sorvetes. Tem até pista de patinação no gelo lá =).

Compramos lembrancinha para a família na Chocolateria Del Turista, lá tem muuuita opção de chocolate e achamos uma caixinha linda com foto de alguns pontos turísticos  de Bariloche. A caixinha vinha com chocolates delicioooosos (nuhh!!) e um precinho super bom, então compramos para presentear a família rsrs, faz parte.

A gastronomia da região também deixou saudades. As carnes são maravilhosas e o argentino é sempre muito generoso nos pãezinhos de cortesia. Eles sempre entregam uma porção de pão com algum molho delicioso de entrada. Eu e meu mozi fomos duas vezes em um restaurante chamado Kostelo e ficamos muito satisfeitos.

Ressaltando que o prato principal e a sobremesa são do restaurante do Hotel que ficamos Design Suites, que por sinal foi lá as melhoras experiências gastronômicas que tivemos, que hotel P.E.R.F.E.I.T.O :

No último dia, trocamos de hotel. Mozi quis provar pelo menos uma diária do Charming Luxury Lodge Private Spa. No tripadvisor era o segundo hotel mais bem avaliado, ficando atrás apenas do Llao Llao, e as recomendações eram as melhores possíveis. O hotel realmente tem características únicas. Para se ter uma ideia, há uma sauna dentro do quarto!

Além de uma banheira maravilhosa e outros itens que remetem a um spa privativo e bandeirinha que colocam na frente de cada quarto referente ao país do hóspede  é um super mimo. Gostamos muito do hotel, mas sinceramente, sentimos saudades do Design. Por ser um pouco mais afastado do centro, a estadia no Charming pode dificultar um pouco a locomoção.

Mas colocando minha opinião: No geral eu preferi o hotel Desing Suites e Mozi também.

Esse vídeo eu fiz quando estávamos chegando no Charming:

Esse vídeo de baixo mostra o quarto do Hotel Charming:

Na viagem de volta, fizemos a rota Bariloche x Buenos Aires x São Paulo x Vitória. Mais uma vez, uma viagem longa e cansativa. Precisamos até dormir no Aeroporto de Guarulhos/SP no fast Sleep.

Bom pessoal, essa foi minha experiência de Lua de Mel em Bariloche. Se você está pensando em fazer essa viagem, faça, é uma experiência única. Recomendo demais!

Bariloche foi o tipo de lugar que eu busquei para minha lua-de-mel: Paisagem paradisíaca com passeios que proporcionassem muito contato com a natureza além da uma boa estrutura de cidade com excelentes restaurante. E O valor para se hospeder em hotel bacana, comer bem e fazer passeios legais, sai em média de R$10.000,00 (dez mil reais) . Para quem comprar as passagens com antecedência acredito que consegue diminuir bem esse valor, pois o que pesa mais são as passagens, já que a diária do hotel é um valor super acessível.

E o que fez toda a diferença para não termos dor de cabeça com a viagem e ser tão organizada e segura, foi termos fechado com a agência L7 viagens!! Fiquei tão satisfeita que após minha lua-de-mel a L7 virou parceira do blog, porque indico com toda segurança. Lua-de-mel deve ser única, com o mínimo conforto para o casal, quer viagem de mochileiro, deixa para fazer em outro momento, a não ser que seja um sonho já declarado do casal  rs.

Os noivinhos que fecharem na L7 ganham um diário/agenda de viagem mega personalizado, coisa linda demais! Outro diferencial da agência é o atendimento para os noivos. E para quem deseja fazer destination wedding e possui várias dúvidas, tire suas dúvidas e planeje seu destination wedding junto com eles da melhor forma e melhor custo benefício.

Quem quiser conhecer a agência, que já é consolidada no mercado há anos, acesse o site ou instagram, onde possuem os contatos nestes links abaixo:

www.l7viagens.com.br

Instagram: https://www.instagram.com/l7viagens/

Ah se você viajar com a L7 viagens, me manda um e-mail contando como foi a experiência.

[email protected]

Beijos e até a próxima!

Jéssica Dias